7 Tipos de pães mais consumidos e suas características

O pão tem sido um alimento básico da dieta humana desde o período neolítico, cerca de 10.000 anos atrás e é uma delícia! Também é barato e satisfatório. Diferentes tipos de pães têm sido amados por tanto tempo, que se tornaram uma tradição em todo o planeta.

Separamos informações sobre os pães consumidos no nosso país para você conhecer um pouco mais da nossa cultura e sobre aquilo que nos apetece. Ainda que os nomes mudem em algumas regiões, o sabor se preserva e nos apaixona diariamente. 

1. Pão Francês ou pão de sal

Algumas pessoas começam uma dieta por conta própria e cortam em primeiro lugar o pão francês. Geralmente, elas alegam que fazem isso para diminuir a ingestão de carboidratos, mas podem estar abrindo mão de alguns benefícios que esse alimento traz, como:

Nutrição – o pão francês tem alto teor nutritivo e é uma importante fonte de energia para aqueles que o consomem. Os carboidratos e as proteínas contidas em sua composição são os responsáveis por isso. 

2. Baguete

A baguete é um pão de origem francesa e tem muito a ver com a primeira guerra mundial. Segundo relatos históricos, ela foi uma sugestão de Napoleão para que os soldados pudessem carregar o alimento consigo.

Os padeiros gostaram da ideia e passaram a produzir o pão no formato alongado e perceberam que ele levava menos tempo para assar e podiam ser transportados mais facilmente. 

Dessa forma, a diferença principal entre a baguete e o pão francês é o seu formato. Os nutrientes e ingredientes são praticamente os mesmos, deixando seus benefícios e malefícios quase iguais.

3. Pão com Gergelim

O Pão com Gergelim ganhou fama com os sanduíches das grandes redes de fast food espalhadas pelo mundo. Ele se popularizou e há quem acredite que o uso dos grãos nesse pão sejam meramente estético. 

Porém, o gergelim tem muitas características importantes que o transformam em um grão quase fundamental em nossa dieta. Ele pode ser consumido de diversas formas e tem boas propriedades. Conheça alguns de seus benefícios abaixo:

  • Ajuda na perda de peso – os grãos de gergelim são ricos em fibras e ajudam a atividade digestiva e facilita o funcionamento do organismo como um todo. Algumas pessoas que sofrem com sobrepeso se sentem menos “inchadas” e com maior disposição quando incluem gergelim e outros grãos na alimentação. 
  • Protege contra algumas doenças vasculares – as gorduras boas presentes na semente de gergelim podem ajudar na redução do colesterol ruim, prevenindo doenças graves como o acidente vascular cerebral (AVC) e infarto. 
  • Faz bem para a pele – rico em antioxidantes e zinco, o gergelim previne o envelhecimento precoce e ajuda a manter a saúde da pele. A produção natural de colágeno é favorecida, melhorando a elasticidade do órgão.

4. Pão de Forma

O pão de forma é outro tipo muito consumido no Brasil. Diferente dos outros citados, ele pode ter as mais variadas versões. Você encontra:

  • Pão branco – feito com farinha de trigo convencional, é rico em vitaminas do complexo B, ferro e ácido fólico.
  • Integral – dependendo do que escolher, pode ter até 100% de farinha integral. É um dos mais saudáveis e pode ser consumido com ou sem acompanhamentos. Uma opção segura também de pão para diabéticos.
  • Light – escolhido por quem faz dietas, pode ter redução das calorias ou da quantidade de sal. As especificações de cada tipo estão designadas na embalagem.
  • Preto – feito com uma mistura de diferentes tipos de farinha, é uma excelente fonte de fibras. Além disso, pode conter mel na sua composição, que substitui o açúcar. É ideal para quem tem alguma restrição alimentar.
  • Pão de centeio – a farinha de centeio é uma importante fonte de fibras insolúveis, que ajudam o intestino a funcionar melhor e pode reduzir o risco de doenças digestivas.
  • Com linhaça – mais um pão amigo do coração e da pele. Tem ômega-3 e antioxidantes, que ajudam a evitar envelhecimento e doenças cardiovasculares.
  • Com aveia – a aveia é fonte de fibras, ajudando a digerir melhor o pão e os outros alimentos.

5. Pão Integral

O pão integral é feito de grãos integrais que foram moídos até obter uma textura fina, dando uma aparência marrom e lisa.

A farinha integral contém mais fibras do que a farinha branca. O pão integral também contém mais vitaminas e minerais do que muitos pães brancos, mas tem um índice glicêmico mais alto.

Quando for escolher o pão integral, opte sempre pelos que têm sementes maiores, pois podem ser melhor aproveitadas em suas funções digestivas.

6. Pão Doce

O pão doce é um dos mais conhecidos pães brasileiros. Ele é mais um que se apresenta de diferentes formas, mas o de coco é o que mais agrada o paladar dos consumidores. Além dele, existem aqueles de creme, goiabada, canela ou mesmo sem qualquer cobertura.

Como o próprio nome já sugere, ele possui um teor de açúcar mais alto e pode não ser uma boa opção para quem está fazendo uma dieta ou para quem tem restrições mais rígidas com o açúcar. 

Cerca de 10% de sua composição é açúcar. Mas quem não abre mão de um pão doce no café da tarde tem a opção de optar por este alimento sem lactose, sem glúten e sem açúcar.

Existem também receitas na internet que podem ajudar você a fazer um pão que agrade mais o seu paladar. É uma boa ideia para quem gosta de cozinhar e quer se aprofundar na arte.

7. Brioche

O Brioche é um tipo de pão francês doce e rico feito com manteiga e açúcar. A forma, onde tradicionalmente é feito, é composta por um pedaço redondo coberto com outro pedaço redondo menor, daí seu nome original, que significa “com uma cabeça”. Embora nos tempos modernos, ele seja, geralmente, cozido em formas normais de pão ou muffin.

Aqui não cabe pensar em benefícios ou malefícios, pois se trata mais de um doce do que de um alimento em si. Ele é servido no chá ou no lanche da tarde, geralmente para embalar algum encontro entre amigos. 

Pode ser servido em eventos para deixar o público mais animado ou mesmo em uma casta de café da manhã para surpreender alguém. Apesar de doce, faz bem para o coração nesses momentos. 

Se você é um apreciador de pães, assim como nós, deixe nos comentários qual é o seu favorito. Esquecemos de algum? Aceitamos sugestões!

Artigos Relacionados

Precisa de ajuda?