Tipos de dietas hospitalares e seus benefícios

A dietoterapia colabora para a melhora de pacientes hospitalares. O cuidado nutricional pode ser usado tanto para a prevenção de doenças quanto durante tratamentos clínicos.

As dietas hospitalares variam conforme a condição fisiológica e clínica do enfermo e devem suprir as necessidades nutricionais essenciais.

Saiba, a seguir, por que a alimentação é importante nos hospitais e quais são os tipos de dietas prescritas aos pacientes.

Qual é a importância da alimentação nos hospitais?

A alimentação é uma forte aliada para os indivíduos em período de internação hospitalar e tratamento de doenças. Por meio da dietoterapia, é possível oferecer ao organismo do paciente os nutrientes essenciais para a melhora da sua saúde.

Esse recurso alimentar pode ser usado em diversos casos hospitalares, que vai desde dietas de rotina até forma líquida. Cada paciente terá uma prescrição personalizada, respeitando o seu estado clínico e a sua fisiologia.

Dietas hospitalares e seus benefícios

Um plano alimentar geral pode não funcionar tão bem em um hospital, visto que as necessidades dos indivíduos doentes variam. Por conta disso, os nutricionistas hospitalares criam dietas diferentes que respeitem as condições de saúde do enfermo, assim como alergias e restrições.

Dieta geral

A dieta geral é indicada para pacientes que não precisam de alterações na consistência e nos nutrientes dos alimentos. Nessa dieta, não é necessário mudar a forma de preparo ou restringir algum tipo de alimento.

As vantagens da dieta geral são o suprimento nutricional adequado e o fornecimento necessário de energia recomendados para a saúde e bem-estar do paciente.

Dieta pastosa

O plano alimentar pastoso é prescrito para pacientes com dificuldade de mastigação, seja por distúrbios neuromotores ou alterações anatômicas da boca, entre outros quadros delicados.

Essa dieta é benéfica por possuir todos os nutrientes necessários para o paciente e por ter poucas restrições dos alimentos. Nela, é evitado o uso de queijos gordurosos, alguns legumes e verduras, como repolho e pepino, carnes duras e frituras no geral, entre outros alimentos.

Na dieta pastosa, os alimentos são em forma de purê, bem cozidos e podem estar amassados para facilitar o consumo.

Dieta líquida

Costuma-se oferecer três tipos diferentes de dieta líquida para conseguir suprir as necessidades dos pacientes. Veja quais são eles, a seguir.

Líquida pastosa

A dieta líquida pastosa é prescrita para indivíduos que estão com disfagia, a dificuldade de engolir alimentos. 

Essa prescrição proporciona o fornecimento dos nutrientes sem que seja necessária a mastigação dos alimentos. São evitados todos os alimentos sólidos, condimentados e muito gordurosos.

A dieta líquida pastosa é benéfica para manter o paciente nutrido mesmo quando ele não consegue realizar o processo de mastigação. Nela é indicado o consumo de mingaus, sopas e vitaminas.

Líquida completa

Sendo uma dieta de transição, a líquida completa é indicada após cirurgias de cabeça ou pescoço e para pacientes com dificuldade para mastigar ou que não conseguem tolerar alimentos sólidos, mas que possam se alimentar por meio de líquidos finos.

Nessa dieta, são liberados todos os alimentos que possam ser oferecidos líquidos, como frutas, leite, sopas, vegetais cozidos e liquidificados.

Líquida restrita

A dieta líquida restrita exclui alimentos sólidos e que contenham leite. Ela costuma ser indicada como primeiro passo para o retorno da alimentação oral após infecções graves, diarréias agudas, cirurgias do Trato Gastrointestinal, entre outros momentos em que a nutrição estava via intravenosa.

A vantagem desse tipo de dieta é manter a hidratação e a função renal do paciente. Além disso, ela pode ser usada antes de exames, como o de colonoscopia (análise do intestino grosso), e em momentos pré e pós-operatórios. 

Dieta branda

Indicada para a transição entre a dieta pastosa e a geral, a dieta branda fornece os nutrientes necessários buscando facilitar a mastigação e a digestão.

Entre os alimentos prescritos para essa dieta, estão arroz, feijão, frutas macias e sem casca e pães macios. Evita-se o consumo de carnes duras, queijos gordurosos e frituras.

A dieta branda é benéfica para melhorar a alimentação do enfermo para que ele volte aos poucos a consumir alimentos comuns sem que haja a necessidade de estarem amassados.

Dietas modificadas e especiais

Alguns pacientes possuem restrições alimentares, como diabéticos, obesos, intolerantes à lactose e alérgicos ao glúten. Nesses casos, existem dietas modificadas e especiais abrangendo cada necessidade.

As dietas modificadas e as especiais são prescritas conforme a característica do enfermo e oferecem todos os nutrientes necessários.

Esse tipo de cardápio alimentar é vantajoso porque garante a nutrição adequada mesmo sem alguns alimentos, como leite, açúcar e condimentos. 

Fornecimento de alimentos aos hospitais

A Master Alimentos prepara e entrega pães e lanches individuais para hospitais que respeitam as necessidades nutricionais e possuem alta qualidade.

Todos os produtos feitos na Master Alimentos são embalados individualmente e possuem data de fabricação e validade. Além disso, os pães e lanches hospitalares são preparados com ingredientes selecionados, com alto padrão de qualidade e muito cuidado.

Em nossos lanches hospitalares você pode optar por:

  • pães sem sal;
  • pães sem açúcar;
  • pães sem lactose;
  • bolos diets;
  • sanduíches recheados;
  • achocolatado;
  • sucos e muito mais.

Pode-se montar o lanche de acordo com as suas necessidades e restrições. Acesse nosso site para saber mais informações, conferir todo o cardápio e fazer um orçamento.

Agora você sabe a importância das dietas hospitalares, quais são os tipos e seus benefícios. Mesmo sendo desconfortável algumas vezes, a alimentação diferenciada dos hospitais é necessária para a melhora do paciente.

Gostou desse artigo? Compartilhe com amigos e familiares para que eles conheçam quais são os tipos de dietas hospitalares e seus benefícios.

Artigos Relacionados

Precisa de ajuda?